Etiqueta de registo: 00346cx a2200133 45
001 102328
100 ## $a19930803apory0103 ba0
102 ## $aPT
152 ## $aRPC
200 #1 $aSousa,$bAntónio Caetano de,$f1674-1759,$cC.R.
400 #1 $aSousa,$bAntónio Caetano de$31041196
801 #0 $aPT$bBN
810 ## $aInocêncio
810 ## $ahttps://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_Caetano_de_Sousa
830 ## $aEra filho de Miguel de Sousa Ferreira e de D. Maria Craesbeck. Em 1690 vestiu o hábito no convento dos Caetanos, de Lisboa, e nele professou em 1691. Depois de cursar os estudos filosóficos e genealógicos, entregou-se ardentemente aos estudos da história eclesiástica e civil, e lendo o Agiologio Lusitano, de Jorge Cardoso, escrito até ao terceiro tomo, resolveu continuá-lo, recebendo do D. João V uma pensão de 100$000 réis por ano, para poder ter um secretário que o ajudasse. Quando em 1720 se fundou em Lisboa a Academia Real de História Portuguesa, o nome de D. António Caetano de Sousa não foi esquecido, sendo ele um dos seus primeiros membros. Foi encarregado de escrever as Memórias eclesiásticas dos bispados ultramarinos, incluindo os de Ceuta e de Tânger, até ao tempo em que essas cidades deixaram de pertencer ao domínio português. Dos trabalhos de D. António Caetano de Sousa sobressai a História Genealógica da Casa Real, obra grandiosa e monumental.Os largos estudos que fizera para escrever a sua obra capital, o habilitaram a publicar outra, com o titulo de Memórias históricas e genealógicas dos Grandes de Portugal, que saiu em 1739.
ver registos bibliográficos associados