Open Data Biblioteca Nacional de Portugal

Catálogo da BNP: acesso por Identificadores Unívocos
Registo de autoridade

Etiqueta de registo: 00229cx b22000973 45
001 758242
100 ## $a20040401apory01030103ba0
102 ## $aDE
152 ## $aRPC$bSIPOR
210 02 $aEdition Peters$c(Editores de música)
340 ## $aCasa editora de música sediada em Leipzig (Alemanha). Fundada a 1 de Dezembro de 1800, quando o compositor vienense Franz Anton Hoffmeister (1754-1812) e o organista local Ambrosius Kühnel (1770-1813) abriram uma loja em Leipzig conhecida como "Bureau de Musique." Depois da morte de Kühnel a empresa foi vendida a Carl Friedrich Peters (1779-1827), livreiro de Leipzig. que acrescentou o seu nome ao já usado - Bureau de Musique C. F. Peters. O proprietário seguinte foi Carl Gotthelf Siegmund Böhme (1785-1855). Após a morte deste, a propriedade passou para uma instituição municipal de caridade até 1860. A companhia foi então vendida a um livreiro de Berlim, Julius Friedländer. Em 1863, Friedländer associou-se a Dr. Max Abraham (1831-1900) que internacionalizou a firma, lançando em 1867 a designação "Edition Peters", com a colaboração do gravador de Leipzig, Carl Gottlieb Röder. Nesta nova fase foram usadas duas cores para as capas das partituras: verde claro para compositores em domínio público e cor-de-rosa para obras novas e originais cujos direitos foram comprados pela firma. Em 1918, Peters compra a casa J. Rieter-Biedermann. O sucessor de Abraham foi o seu sobrinho, Henri Hinrichsen (1868-1942) e, em 1930, para os filhos deste: Max (1901-1965), Walter (1907-1969), e Hans-Joachim (1909-1940). O Nazismo obrigou Max Hinrichsen a mudar-se para Londres onde, em 1938, fundou Hinrichsen Edition (renomeada Edition Peters London em 1975). Em 1940, a Henry Litolff's Verlag foi vendida à C.F. Peters Company. Em 1940, o regime Nazi forçou Henri e Hans-Joachim Hinrichsen a entregar a companhia a Johannes Petschull (1901-2001) o qual, mais tarde, estabeleceu o ramo de Frankfurt em 1950, numa parceria desconfortável com Walter e Max Hinrichsen. Apesar de sofrer bastante com os bombardeamentos aliados, a loja de Peters em Leipzig reabriu em 1947. O seu primeiro gerente foi Georg Hillner, sucedido pelo musicólogo Bernd Pachnicke em 1969. Em 1948 Walter mudou-se para Nova Iorque, onde fundou C. F. Peters Corp. Em 1971, a firma comprou a casa editora M.P. Belaieff, em 1974, Edition Schwann e em 1989, C.F. Kahnt. Após a reunificação da Alemanha a loja de Leipzig foi absorvida pela de Frankfurt acabando fundida com esta em 1993. Várias tentativas foram feitas de unificar as firmas Peters separadas desde 1937. As três companhias - Peters Edition Ltd. (London), C.F. Peters Corporation (New York), C.F. Peters Musikverlag (Frankfurt/Main) e firma de Leipzig uniram-se em 2010 para formar o Edition Peters Group. O maior accionista do Grupo é Hinrichsen Foundation sendo o resto detido por Christian Hinrichsen, neto de Walter. No início de 2013, comprou a "Musikbibliothek Peters". Em 2014, o ramo de Frankfurt (C.F. Peters Ltd & Co. KG) fechou ficando apenas o de Leipzig onde tudo começara.
410 02 $aC. F. Peters$31663636
510 02 $aHenry Litolff's Verlag$31248071
510 02 $aJ. Rieter-Biedermann$c(editor de música)$31731835
510 02 $aM.P. Belaieff$c(editor de música)$31731836
510 02 $aEdition Schwann$c(editor de música)$31731837
510 02 $aC.F. Kahnt$c(editor de música)$31731838
550 ## $aEditores de música$3758493
801 #0 $aPT$bBN
830 ## $aLocais de publicação: Leipzig, 1800-1945, 1947-1989, 1990-presente ; Berlin, 1867-1880 ; Frankfurt, 1950-2014 ; London, 1938-presente ("Hinrischen Edtion") ; New York, 1948-presente
830 ## $aDesignações: 1800-1813 - Bureau de Musique, A. Kühnel ; 1814-ca.1860 - Bureau de Musique C. F. Peters ; 1860-presente - C. F. Peters ; 1895-present - Edition Peters
830 ## $aDatas de publicação: Peters teve a prática de colocar indicações falsas de copyright para obras publicadas pela primeira vez antes de 1900. Qualquer indicação de copyright para uma publicação anterior à II Guerra Mundial, a menos que seja uma obra publicada pela primeira vez, é altamente duvidosa. Só os números de chapa permitem datar as edições de Peters. Tópicos para a datação em https://imslp.org/wiki/Edition_Peters/
856 4# $uhttps://imslp.org/wiki/Edition_Peters/Edition_Numbers$zNúmeros de edição
856 4# $uhttps://imslp.org/wiki/Edition_Peters/Plate_Numbers$zNúmeros de chapa
856 4# $uhttps://imslp.org/images/1/1d/PMLP05097-Katalog_der_Edition_Peters_1900_UM.pdf$zCatálogo para 1900
856 4# $uhttps://imslp.org/images/5/56/PMLP05097-Edition_Peters_Supplement_1906.pdf$zCatálogo para 1906
856 4# $uhttps://imslp.org/images/a/a2/PMLP05097-Edition_Peters_Supplement_1919.pdf$zCatálogo para 1919
856 4# $uhttps://www.editionpeters.com/company
856 4# $aVIAF$uhttps://viaf.org/viaf/144776452/
856 4# $aVIAF$uhttps://viaf.org/viaf/157457631/
856 4# $aVIAF$uhttps://viaf.org/viaf/313454619/
ver registos bibliográficos associados


OpendataBNP@bnportugal.pt | Mais informação sobre acesso aos dados BNP